Todos os posts de Everton Altmayer

Mensagem do Consulado Austríaco

bandiere-tirolo-austria

Com grata satisfação, publicamos a mensagem da Sra. Anna Lindner von Pichler, cônsul austríaca para o estado de Santa Catarina:

Prezado Prof. Dr. Everton Altmayer e Eng. Misael Dalbosco! Parabéns pela iniciativa e criação do projeto “Tiroleses no Brasil” em comemoração aos 140 anos de imigração tirolesa no Brasil. Continuar lendo Mensagem do Consulado Austríaco

Anúncios

Os 140 anos da imigração que não foi.

Selo 140 anos Imigraçao Italiana

1875. Ano de chegada de muitos de imigrantes ao Brasil. Ano que marcou o aumento da imigração italiana com a chegada de milhares de italianos saídos, sobretudo, das regiões do Norte da Itália: do Vêneto, da Lombardia, da Emília Romanha e do Piemonte. Muitos vinham do Sul da bota: da Campanha (Nápoles) e da Calábria, e tantos outros eram oriundos de outras regiões. Belas iniciativas começam a ganhar espaço no Brasil, homenageando os imigrantes italianos que tanto contribuíram para a nova pátria.

Mas 1875 também foi o ano daquela que podemos chamar “grande imigração austríaca”. No mesmo ano, o Brasil passou a receber milhares de imigrantes austríacos vindos do Tirol, da Gorízia, do Friúl, da Boêmia. Alguns austríacos pioneiros já estavam por aqui anos antes, assim como imigrantes italianos e alemães.

Os imigrantes austríacos também contribuíram para a nova pátria, mas estão um tanto quanto “esquecidos” pelos descendentes. Com base nisso, propomos um “diálogo” sobre a imigração que não foi imigração italiana, haja vista que os imigrantes do Tirol eram imigrantes austríacos e desde 1970 são chamados no Brasil “trentinos”. Continuar lendo Os 140 anos da imigração que não foi.

Boas vindas aos leitores.

Tirolesi in Brasile - Tiroler in Brasilien

Bem-vindos! Benvenuti! Willkommen! Benvegnudi!

Neste ano de 2015, nasce um novo espaço de discussões e de informação sobre a imigração. Tiroleses no Brasil é um Blog que pretende ser uma contribuição pequena, mas com um propósito grande, apesar de muito simples: demonstrar compromisso com a verdade histórica no que se refere à Imigração Tirolesa no Brasil (que inclui a chamada “imigração trentina”).

Ainda que simples, não é tarefa fácil. Com base em dados históricos, isso também significa desconstruir uma visão distorcida da imigração tirolesa, que foi – e ainda é – propagada entre muitos descendentes, principalmente entre os trentinos (= tiroleses de língua italiana), mas não apenas.

Continuar lendo Boas vindas aos leitores.